dia de greve 11.siteO Sindicato APEOC, em parceria com a Central Única dos Trabalhadores do Ceará (CUT-CE), convoca os profissionais da Educação de todo o Ceará para o Dia Nacional de Greve, marcado para esta sexta-feira (11). Em Fortaleza, a concentração será a partir das 8h na Praça do Carmo, no Centro. Haverá atividades em todo país e várias categorias de trabalhadores já sinalizaram que vão parar neste dia para protestar contra a PEC 55. Se aprovada, a chamada PEC da Morte vai congelar os investimentos públicos em Educação e Saúde por 20 anos.

O texto da Proposta de Emenda Constitucional foi aprovado em segunda votação na Câmara Federal no dia 25 de outubro, como PEC 241. Foram 359 votos a favor, 116 contrários e duas abstenções. Dos 22 deputados federais cearenses, dez votaram a favor da proposta. São eles: Aníbal Gomes (PMDB), Arnon Bezerra (PTB), Danilo Forte (PSB), Domingos Neto (PSD), Gorete Pereira (PR), Macedo (PP), Moses Rodrigues (PMDB), Raimundo Gomes de Matos (PSDB), Ronaldo Martins (PRB) e Vitor Valim (PMDB).

A tramitação no Senado avança “a galope” também com a ajuda dos parlamentares golpistas que formam a base de apoio de Michel Temer. Inclusive, o senador cearense Eunício Oliveira (PMDB), relator da PEC no Senado, já deu parecer favorável ao texto sem nenhuma alteração.

O presidente do Sindicato APEOC, Anizio Melo, diz que é preciso unidade para enfrentar os sucessivos golpes contra os trabalhadores. “Precisamos articular um movimento que seja nacional, que possa preparar uma luta em todo país na perspectiva da defesa da democracia e dos nossos direitos. Vamos pra cima, pra luta, fazer a caravana da Educação, visitar as escolas, mobilizar. Vamos fazer a grande luta, em defesa do pré-sal, da soberania, da cidadania, da democracia e dos direitos dos trabalhadores”, reforçou Anizio.