O presidente da Comissão Municipal do Sindicato APEOC em Tauá, Alci Oliveira, esteve na tarde da última sexta-feira (04) na sede do Instituto de Previdência da cidade (IPMT). O dirigente se reuniu com a coordenadora do IPMT, Emanoelly Correia, e tratou sobre os recursos financeiros da entidade.

De acordo com a coordenadora, uma auditoria foi realizada a pedido do prefeito da cidade, Carlos Windson, e foram constatados déficits financeiros que comprometem a previdência local. O Sindicato APEOC cobra agora que a Prefeitura apresente, em números, a real situação orçamentária. Também foi discutida a nomeação dos novos membros do conselho do IPMT. O Sindicato já apresentou alguns nomes, mas a gestão municipal ainda não publicou as portarias de nomeação. Uma reunião com o prefeito foi solicitada para tratar do assunto.

Encontro com procurador

Logo após, o presidente da Comissão Municipal esteve no gabinete do procurador geral da Prefeitura de Tauá, Solano Mota, que confirmou o rombo nas contas da Previdência, mas afirmou não ter tido acesso aos números da auditoria realizada pelo Executivo. O procurador afirmou interesse em resolver o problema juntamente com o Sindicato APEOC.

O Sindicato defende que haja uma mudança no Artº 05/2006, para que os aposentados sejam pagos com dinheiro do Regime Próprio de Previdência Social, e não com o Fundo Municipal de Seguridade Social.