A direção do Sindicato APEOC esteve na manhã desta quinta-feira (09) na Assembleia Legislativa do estado do Ceará para articular apoio dos deputados à proposta de reajuste diferenciado para os profissionais da Educação. O Sindicato APEOC foi representado pelo presidente, Anizio Melo, e pelo secretário-geral, Helano Maia.

A entidade não aceita o aumento proposto pelo Governo do Estado de apenas 2%. A principal reivindicação é um reajuste de 7,64%, repercutindo na carreira para ativos e aposentados. “Nós queremos uma recomposição diferenciada via Fundeb. Não vamos nos contentar com apenas 2% de reajuste”, reforçou Anízio Melo.

Fundeb para Doutores

O Sindicato APEOC também cobrou agilidade na tramitação da emenda que amplia o rateio dos valores do Fundeb aos professores com título de doutor, que não foram contemplados com o benefício em janeiro. O Sindicato APEOC negociou com a Seduc a inclusão dos doutores e agora quer mais celeridade no trâmite da emenda no Legislativo.

Anízio Melo conversou com deputados e explicou a reivindicação da categoria. Elmano de Freitas (PT), Heitor Férrer (PSB), Cap. Wagner (PR), Raquel Maia (PT) e Bruno Pedrosa (PP) garantiram apoio ao pleito da categoria e prometeram dar agilidade à  tramitação das pautas exigidas.

Nesta sexta-feira (10), a direção do Sindicato APEOC se reúne com o secretário da Educação, Idilvan Alencar,  com o objetivo de continuar as negociações para a definição do reajuste diferenciado para os profissionais da Educação, já que o setor possui fonte própria de financiamento público.