O Sindicato APEOC teve uma agenda movimentada de atividades no município de Ipu esta semana. Na manhã de quinta-feira (09), os dirigentes da entidade participaram de uma audiência com a secretária de Educação, Terezinha Rufino, e com o secretário de Finanças, Raimundo José, para tratar de pautas de interesse dos profissionais da Educação. O Sindicato APEOC foi representado pela presidente da Comissão Municipal, Izelda Lima, pelo assessor jurídico, Ítalo Guerreiro, e pelo dirigente estadual da CUT e do Sindicato APEOC, Helder Nogueira.

 

Encaminhamentos:

Reajuste Salarial

Após pressão do Sindicato APEOC, a Prefeitura de Ipu se comprometeu em enviar ainda este mês à Câmara Municipal o projeto de lei do reajuste salarial dos servidores da Educação. O percentual negociado foi de 7,64%, o mesmo do Piso Nacional do Magistério. O pagamento será retroativo a janeiro.

Gratificação de Permanência em Sala de Aula e Readaptação

Ficou acertado que a lei referente à gratificação concedida aos professores por permanência em sala de aula será rediscutida. A proposta do Sindicato é que os valores sejam reajustados. Serão revistos também os critérios para readaptação temporária e definitiva dos professores acometidos por doenças. O Sindicato APEOC quer garantir uma alteração na regra que atenda de forma mais ampla o direito dos professores e funcionários readaptados.

Debate sobre Reforma da Previdência

Na última quarta-feira (08), a população de Ipu foi convidada pelo Sindicato APEOC para participar de um debate sobre a proposta de Reforma da Previdência do governo golpista de Michel Temer. O projeto de lei já está em tramitação no Congresso Nacional e retirar uma série de direitos e conquistas dos trabalhadores, especialmente os da Educação, com o fim da aposentadoria especial dos professores e o aumento do tempo de contribuição e idade mínima de aposentadoria para as mulheres.

 

O debate ocorreu nas dependências da Câmara Municipal de Ipu e contou com a presença de dezenas de trabalhadores de vários setores. Os dirigentes do Sindicato APEOC e da CUT-CE conduziram as discussões.